(Ex.: Montadora, veículo, versão, ano, produto)
Translate: BR EN ES
 

Fabricado em Toledo, Ohio, o Novo Jeep Cherokee chega completamente renovado ao mercado brasileiro, onde desembarca com proposta de ser o novo intermediário entre o Renegade – que será nacional – e o Grand Cherokee.

Disponível inicialmente apenas na versão Limited por R$ 174.900 (versão testada), o modelo ainda terá opção de entrada com Longitude (R$ 159.900) e TrailHawk (R$ 189.900). Estas duas devem chegar nos próximos meses.

Totalmente renovado em estilo, o Novo Jeep Cherokee ficou com aspecto mais moderno e dinâmico, mas não abandonando sua característica principal, o apelo off-road. Mais aerodinâmico e elegante, o utilitário esportivo americano também recebe um pacote tecnológico bem mais sofisticado que a geração anterior.

Centrado no motor V6 Pentastar 3.2 de 271 cv e 32,2 kgfm, o Novo Jeep Cherokee também se destaca por ter transmissão automática ZF 948TE de nove marchas, bem como tração nas quatro rodas com distribuição eletrônica de força e programas dinâmicos de condução para estrada e off-road.

Além disso, uma grande quantidade de equipamentos e acessórios passa a ser oferecido para o SUV da Fiat-Chrysler. Destaca para a multimídia Uconnect com tela sensível ao toque de 8 polegadas, bem como ar condicionado dual zone, cluster com tela TFT configurável, sistema de som com 9 alto-falantes e um subwoofer, assentos climatizados, entre outros.

Impressões visuais

De modo geral, o Novo Jeep Cherokee Limited ficou mais atraente. A marca americana tentou inovar no visual frontal com repetidores de direção e LEDs diurnos no lugar onde tradicionalmente ficam os faróis. Já o conjunto ótico principal – bi-xênon com lavador – foi colocado no corpo do para-choque, criando um aspecto bastante diferente e até estranho para alguns.

A grade com aberturas verticais de acabamento cromado e o logotipo Jeep sobre o capô são outra característica marcante do Novo Jeep Cherokee. A frente ficou mais dinâmica com spoiler integrado ao para-choque, que possui acabamento cromado e prateado na parte central.

Ainda na frente, há um destaque que pode passar facilmente despercebido. Na base do para-brisa, há um desenho com o formato de um Jeep Willys sobre uma elevação, que pode ser visto melhor por dentro do veículo. Isso remete ao clássico da Segunda Guerra que deu origem à marca.

Nas laterais, o que chama atenção são as caixas de rodas com ângulos retos e acabamento preto, inclusive na base das portas, que passam uma imagem de robustez. As janelas em contrapartida têm um formato mais dinâmico e maior leveza visual, tendo a linha cintura mais baixa nas portas dianteiras e friso cromado envolvendo o conjunto. Os retrovisores são discretos com repetidores de direção, enquanto as rodas aro 18 com pneus 255/55 R18 tem aspecto elegante.

Na traseira, o Novo Jeep Cherokee conta com lanternas de formato horizontal e iluminação por LEDs, sendo divididas pela tampa do porta-malas. O conjunto ótico é elevado, deixando a parte inferior mais limpa. O para-choque tem acabamento na cor preta e abriga placa e luzes de neblina.

Um protetor central prateado envolve as duas saídas de escape, que são cromadas. A tampa do bagageiro tem spoiler integrado na parte superior e com luz de freio auxiliar, bem como acionamento elétrico com interruptor no interior do porta-malas. Por fim, o teto do Novo Jeep Cherokee vem com abertura solar panorâmica e duas barras longitudinais prateadas. Há também uma antena de estilo barbatana de tubarão.

No interior, o Novo Jeep Cherokee tem aspecto bem mais luxuoso e sofisticado. O acabamento se destaca por tonalidades e materiais que fazem alusão há lugares específicos, tais como Marrocos, Islândia e o Grand Canyon, por exemplo. O painel tem design moderno e a parte superior é revestida em material emborrachado, o mesmo encontrado também nas portas.

Difusores de ar, volante multifuncional, friso do quadro de instrumentos, parte central do painel e base da alavanca da transmissão são pintados em tonalidade tungstênio. O ambiente tem tonalidade geral preta na versão testada. Há couro no volante, alavanca, apoios de braço central e das portas, bem como nos assentos.

O conjunto frontal conta com porta-objetos com tampa na parte superior. O quadro de instrumentos com tela TFT configurável exibe dados e grafismos em 3D para navegação, manutenção, mídia, desempenho, telefonia, entre outros. Os dois mostradores circulares fecham o conjunto, cujo aspecto é muito agradável.

A tela central da multimídia Uconnect tem 8,4 polegadas e é sensível ao toque. Ela está ladeada por difusores de ar verticais. Neste display, o Novo Jeep Cherokee exibe informações de áudio, mídia, navegação, telefonia, climatização, climatização dos bancos, imagem da câmera de ré, entre outros.

Logo abaixo estão os comandos do ar condicionado automático com duas zonas de temperatura. No túnel da transmissão fica o botão do Selec-Terrain com opções de modo de tração: Auto, Snow (neve), Sport e Sand/Mud (areia/lama). Ao lado, entradas USB, auxiliar e SD, bem como uma fonte 12V/isqueiro.

A alavanca da transmissão tem opções de modo automático ou sequencial e junto dela, o freio de estacionamento eletrônico. Há dois porta-copos (com cinzeiro móvel) e um porta-objetos sob o apoio de braço central, onde ficam mais uma entrada USB e uma fonte de 12V. Na parte traseira, há também difusores de ar e uma tomada de força de 230V capaz de suportar aparelhos de até 150 watts.

Há porta-copos/garrafas nas portas e o porta-luvas tem bom espaço. No porta-malas, uma um suporte para vários acessórios da Mopar, além de fonte de 12V. O sistema de áudio tem nove alto-falantes, um subwoofer e 506 watts de potência. O bagageiro tem 412 litros de espaço, que podem ser ampliados para 500 com regulagem de distância do banco.

O assento do motorista tem regulagem elétrica – inclusive lombar – e duas memórias. O do passageiro é ajustável manualmente. O banco traseiro é bipartido e conta com apoio de braço central com porta-copos embutido. Os assentos dianteiros podem ser aquecidos ou ventilados através do Uconnect. No teto, luzes de leitura, porta-óculos, para-sóis com espelhos iluminados e comandos para persiana e vidro do teto solar panorâmico.

Impressões ao dirigir

O Novo Jeep Cherokee impressionou positivamente neste primeiro contato no test drive de lançamento, que ocorreu na região de Atibaia/SP com direito a trecho off-road até a Pedra do Coração em Bom Jesus dos Perdões/SP. O SUV conta com motor V6 3.2 de 271 cv a 6.500 rpm e 32,2 kgfm a 4.400 rpm e apresentou de modo geral um desempenho condizente com a proposta.

No entanto, falta um pouco mais de ânimo em retomadas, sendo que abaixo de 3.000 rpm, ele ainda apresenta respostas um pouco mais lentas do que o esperado. Ainda assim, cumpre bem o seu papel graças à boa ajuda da transmissão de nove marchas da ZF, que é bem adaptada ao motor e compensa com mudanças são suaves e no tempo certo.

Rodando a 110 km/h, a transmissão em modo Drive (e com função Auto ativada) mantém a oitava marcha. No entanto, basta jogar a nona para que a rotação caía para 1.500 rpm, o que garante conforto com menor ruído interno e maior economia de combustível. O consumo oscilou na faixa dos 10 km/litro, mas parece fazer melhor que isso.

A posição de dirigir é agradável e a ergonomia razoável. Atrás do volante, por exemplo, existem botões para ajuste de volume e estações de rádio ou mídia. O volante revestido em couro é grande e tem boa empunhadura. A visibilidade é boa para frente e laterais, mas prejudicada naturalmente na traseira.

Em estrada ou na cidade, o Novo Jeep Cherokee Limited se mostrou um veículo bem adaptado, filtrando bem muitos buracos e defeitos do asfalto. A suspensão dianteira é McPherson, enquanto a traseira é multilink. Quando não é necessário, o sistema de tração 4×4 Jeep Active Drive I reduz ou anula a força nas rodas traseiras, desligando inclusive o eixo cardã.

A estabilidade é condizente com o perfil do SUV e ainda conta com controles de estabilidade, tração e rolagem da carroceria, bem como assistente de partida em rampa e frenagem de emergência. As opções de tração Auto, Snow, Sport e Sand/Mud atuam em 12 sistemas do veículo, entre eles motor, transmissão, freios e controles de tração e estabilidade, por exemplo.

Faltou um útil controle de descida (HDC), só disponível na TrailHawk, que ainda dispõe de modo Rock (pedra). Para enfrentar estradas com grandes declives é necessário colocar a primeira marcha de forma manual e ir freando. Com o dispositivo, o Novo Jeep Cherokee Limited poderia simplesmente descer de forma automática e sem necessidade do condutor pisar no pedal. Enfim, quem sabe mais adiante venha a ser de série.

No off-road, apesar da falta do HDC, o Novo Jeep Cherokee Limited se mostrou muito bom. O conjunto motor/transmissão/suspensão/freios cumpriu bem sua proposta de enfrentar terrenos difíceis sem deixar a desejar. Buracos, valas, aclives acentuados, pedras e vários obstáculos foram transpostos com facilidade e segurança.

O Selec-Terrain modula muito bem as forças nas quatro rodas a fim de ultrapassar as dificuldades naturais do caminho fora de estrada. O veículo revelou também um bom controle direcional e boa flexibilidade de atuação da suspensão. Com isso, o Novo Jeep Cherokee continua fazendo jus ao nome que carrega e enfrenta bem uma trilha leve de fim de semana familiar ou de uma viagem mais longa para aqueles de espírito aventureiro. No geral, agradou.

Ficha Técnica do Novo Jeep Cherokee Limited:

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 6 em “V” com injeção direta
Cilindrada – 3.239 cm³
Potência – 271 cv a 6.500 rpm (gasolina)
Torque – 32,2 kgfm a 4.400 rpm
Transmissão – Automática com nove marchas
Tração – 4×4

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – ND
Velocidade máxima – ND

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink
Elétrica

Freios
Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 18 com pneus 255/55 R18

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.624 mm
Largura – 1.859 mm (sem retrovisores)
Altura – 1.683 mm
Entre-eixos – 2.700 mm
Tanque – 60 litros
Porta-malas – 412/500 litros (depende da distância do banco traseiro)
Peso – 1.834 kg

Rotação a 110 km/h – 1.500 rpm
Preço – R$ 174.900

[Fonte: Notícias Automotivas]