(Ex.: Montadora, veículo, versão, ano, produto)
Translate: BR EN ES
 

Se o seu sonho de consumo é ter um SUV na garagem, espere até o final do próximo bimestre. Quatro modelos feitos no Brasil serão lançados entre março e abril. São eles: Honda HR-V, Jeep Renegade, Renault Duster e Peugeot 2008. O quarteto chega para confirmar a boa aceitação que esse tipo de carro tem tido não apenas no Brasil, mas no mundo todo. Por aqui, conforme as previsões da FCA (Fiat Chrysler Automobiles), o mercado de SUVs, passará para 600 mil unidades/ ano em 2018, o que irá representar cerca de 18% de participação -- é um volume duas vezes maior que o de hoje.

Esse segmento é tão importante nas vendas que a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) acaba de passar a incluí-los na conta das vendas de automóveis e não mais de comerciais leves, segmento que no ano passado teve 929 mil unidades vendidas, das quais, 35,8 % correspondem aos SUVs. Confira  os detalhes de cada um dos quatro novos modelos 

Peugeot 2008

A grande aposta da Peugeot para esse ano é o 2008. O SUV chega em abril com cinco versões e duas opções de motor 1.6 flex de quatro cilindros disponíveis. A primeira, aspirada, libera 122 cv e 16,4 mkgf de torque e atualmente equipa o 208 e os modelos C3, C3 Picasso e AirCross da irmã Citroën. O segundo é o recém-lançado THP Flex, que fez sua estreia no C4 Lounge e oferece 173 cv e 24,5 mkgf.

A transmissão será a manual de cinco marchas para as versões aspiradas ou de seis para a turbo flex. Câmbio automático de quatro velocidades também estará disponível para as versões aspiradas, mas apenas no segundo semestre de 2015. Com o EcoSport na mira, o preço deve partir de R$ 65 mil e chegar até R$ 79 mil no 2008 THP.

Honda HR-V

O principal lançamento da Honda – e do mercado brasileiro – em 2015 será o HR-V. Produzido sobre a mesma plataforma que Fit e City, o SUV chega para completar o trio de irmãos da marca no País. Com estreia marcada já para março, oHR-V será produzido na nova fábrica da marca em Itirapina, no interior de São Paulo.

O SUV conta com o mesmo motor do irmão Civic: o quatro-cilindros 1.8 i-VTEC flex, que gera 140 cv. A tração será dianteira e o câmbio será manual de seis marchas ou a automática do tipo CVT.

Por compartilhar arquitetura com o Fit, o HR-V tem soluções interessantes para o espaço interno. Assim como no hatch, o tanque de combustível fica logo abaixo do assento do motorista. O compartimento está mais compacto sem perder capacidade, o que liberou vão livre para a cabeça dos ocupantes. O sistema de acomodação dos bancos, chamado pela Honda de ULT e derivado do Fit, permite configurações espaçosas para levar cargas de vários tamanhos. A expectativa é que o HR-V tenha valor inicial por volta dos R$ 70 mil.

Jeep Renegade

Renegade será vendido no Brasil a partir de abril com duas opções de motor, três tipos de câmbio e outros três de tração. O carro terá motor flex 1.8 E.TorQ Evo, ou o inédito diesel turbo 2.0 MultiJet II, que gera 170 cv. A transmissão pode ser manual de cinco marchas, automática de seis ou ainda de nove marchas. E a tração pode ser 4×2 dianteira ou 4×4, de dois tipos.

As versões serão Sport, Longitude e a topo de linha Trailhawk, que além de mais equipada será preparada para o off-road. Nessa configuração o Renegade tem 30,5º de ângulo de ataque, 34,3º de saída e 25,7º de transposição. Como referência, são todos dados melhores que os do Cherokee Trailhawk. O jipinho também tem 210 mm de altura livre do solo na variante mais cara. Nas outras, a distância varia entre 175 mm (4x2) e 198 mm (4x4). Espere por preços a partir de R$ 70 mil.

Duster renovado

nquanto a nova geração do Duster não dá as caras lá fora – a expectativa é que ela seja lançada no final de 2016 –, a Renault prepara para as próximas semanas o lançamento da versão reestilizada do SUV. O design será o mesmo do modelo atualmente vendido no mercado europeu (foto), o que vai alinhar o Duster com aOroch, sua versão picape que chega no final do ano também com a grade colmeia e a barra horizontal.

Outra novidade é que o SUV passará a ter como opcional o câmbio automatizado Easy-R, de cinco marchas, nas versões equipadas com motor 1.6 flex, além da disponibilidade do ar-condicionado eletrônico.

[Fonte: Car And Driver]