(Ex.: Montadora, veículo, versão, ano, produto)
Translate: BR EN ES
 

A Fiat apresenta a versão Drive do Mobi, a primeira a substituir o motor Fire de 1,0 litro pelo mais moderno Firefly, lançado em setembro no Uno. A opção chega por R$ 39.870 (o Like com motor antigo custa R$ 38.470) e traz o título de carro mais econômico de sua cilindrada no mercado, pelos dados informados pelo fabricante conforme padrões do Inmetro: com gasolina, 13,7 km/l em cidade e 16,1 em rodovia; com álcool, 9,6 e 11,3 km/l, na ordem.

Com potência de 72/77 cv e torque de 10,4/10,9 m.kgf, o Firefly supera por boa margem o Fire no segundo quesito (são 73/75 cv e 9,5/9,9 m.kgf no antigo motor, sempre na ordem gasolina/álcool). De acordo com a Fiat, a aceleração de 0 a 100 km/h leva 12,8/12,0 segundos (no Fire, 14,6/13,8 s) e a velocidade máxima é de 161/164 km/h no Firefly (153/154 km/h no Fire).

O novo motor tem elementos atuais como bloco de alumínio e preaquecimento de álcool para partida a frio. O Drive recebeu ainda assistência elétrica de direção (nos outros Mobis é hidráulica) com modo City, que deixa o volante mais leve em baixa velocidade se acionado por tecla no painel, e tela de alta resolução no quadro de instrumentos com funções como velocímetro digital, econômetro, computador de bordo e temperatura do motor.

Os equipamentos de série da nova versão incluem ar-condicionado, chave canivete com comando de travamento, controle elétricos de vidros dianteiros e travas, limpador/lavador e desembaçador do vidro traseiro, abertura interna da tampa do tanque de combustível e do porta-malas, volante e cintos dianteiros com regulagem de altura e banco traseiro bipartido. Entre os opcionais estão o Fiat Live On (interface para telefone inteligente que mostra algumas funções na tela do painel e habilita comandos no volante), rádio com Bluetooth, ajuste elétrico de retrovisores, sensor de estacionamento traseiro, faróis de neblina, alarme e rodas de alumínio.

As demais versões do Mobi (Easy, Easy On, Like, Like On, Way e Way On) tiveram o motor Fire revisto para consumir 4% menos, sem alterações em potência e torque, mas seus novos dados de consumo ainda não estão disponíveis.

[Fonte: Best Cars]